Walking football, como funciona?

Está surpreendido? Vejamos as regras, as quais podem variar de acordo com os clubes e as federações:

Ao nível da duração, do número de jogadores em campo e da dimensão deste, o walking football assemelha-se ao futebol de salão. Mas com uma diferença substancial: se, por um lado, o futebol de salão tem tendência a exigir um esforço ininterrupto, por outro lado, o walking football é jogado a passo.

Além disso, se de repente sentir que lhe estão a crescer asas, verá a sua corrida ou aceleração imediatamente sancionada através de um livre. E, segundo as regras, pode acontecer que os livres apenas possam ser marcados de forma indireta. Não pense, portanto, que poderá ver se consegue bater uma bola com efeito por cima da barreira. De qualquer forma, em muitos clubes, a bola não deve ultrapassar a altura da anca ou da cabeça.

Mas deve levar uma eternidade a percorrer todo o campo a caminhar, não? Sim e não, pois muitas vezes os toques na bola estão limitados a 3, após os quais a bola deve ser passada a outro jogador.

E em relação à defesa? Os contactos entre adversários são limitados ou não existem de todo e os bloqueios são proibidos. Calha bem, não precisará de tentar fazer um “carrinho” sem impulso.

Parceiros

Social

© Copyright 2022 Rutis